18 de outubro de 2016

Contra PEC 241 estudantes ocupam IFPB em João Pessoa; já são 437 escolas em todo o país


Estudantes do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) aderem ao movimento nacional #OCUPAIF e iniciam nesta terça-feira (18) a Semana de Resistência do IFPB. O movimento já conta com mais de 437 escolas ocupadas em todo o Brasil e os campi estão se mobilizando na Paraíba para ocupar as escolas.

Representantes do movimento informaram que as principais reivindicações são o veto ao PL 257 e a PEC 241 (saiba mais no final da matéria). “Esses projetos paralisam serviços essenciais. No congelamento do gasto público, vai melhorar a qualidade de ensino? O atendimento médico? O dia a dia do cidadão? Tem coisas que o Congresso tem que debater não só cortar de um lado e do outro, tem que ouvir a população e saber a necessidade.

 É preciso cortar gastos, mas tem que começar pelo parlamento, os políticos recebem muitas regalias e essa semana o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (PMDB-RJ) concedeu aumento aos parlamentares”, disse.

Os estudantes afirmaram que vão lutar até que sejam ouvidos. Eles convidaram ainda os alunos e pais para participar das discussões. Às 16h haverá um ato contra a PEC 241 na Avenida Vasco da Gama, uma reunião as 17h30 para debater a medida provisória do ensino médio, reforma da previdência e o PL 257 e PEC 241.

ÀS 20h inicia-se a ocupação no Campus João Pessoa, onde os alunos prometem acampar no local.

Os servidores técnicos e professores do IFPB–Campus Guarabira decidiram em assembleia, na quinta-feira (13), entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima quarta-feira (19), em protesto contra as medidas recentemente anunciadas pelo governo Temer que afetam a educação. O campus é o primeiro dos 19 centros educacionais espalhados pelo estado a deflagrar o movimento.

PEC 241 - já aprovada em 1° turno na Câmara dos Deputados, limita os repasses do Governo Federal e congela salários e progressões profissionais por 20 anos

PL 257 - já aprovado, dispõe sobre a renegociação das dívidas dos Estados e do Distrito Federal em troca de menor repasse para os setores públicos.


Marília Domingues
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...