11 de junho de 2016

Duplo atentado deixa mortos em área xiita próxima a Damasco, na Síria


Um duplo atentado voltou a abalar a área xiita de Zayeda Zeinab, na periferia de Damasco, capital da Síria, e deixou 20 mortos neste sábado (11), segundo um balanço divulgado pela ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"O balanço chega a 20 mortos e mais de 30 feridos", disse à AFP o diretor da ONG, Rami Rahman. Segundo ele, o objetivo do homem-bomba que agiu na entrada do santuário era um grupo de combatentes pró-regime.

Já a agência de notícias oficial do país, "Sana", divulgou um balanço de 12 mortos e 55 feridos. Segundo a fonte, um homem-bomba acionou o cinturão de explosivos no acesso ao templo e outro explodiu um carro-bomba em uma rua do setor, localizado nos arredores de Damasco.

Um dos atentados foi cometido por um homem-bomba na entrada da localidade, pela estrada de Al Diabiya, e o segundo com um carro-bomba que explodiu na rua Al Tin, segundo a "Sana".

O Conselho de Ministros da Síria condenou o ocorrido e o classificou o atentado de covarde, de acordo com a agência oficial.
No dia 25 de abril, pelo menos 15 pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas pela explosão de um carro-bomba conduzido por um suicida perto da mesquita xiita de Zayeda Zeinab, que fica nessa mesma periferia da capital.

A mesquita acolhe o mausoléu de Zayeda Zeinab, neta do profeta Maomé e venerada pelos fiéis do islã xiita.
Na época, a autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que também assumiu responsabilidade por outros ataques contra esta área nos arredores da capital.

Em 22 de fevereiro, pelo menos 120 pessoas, a maioria civis, morreram em quatro explosões nesta mesma região, que fica cerca de 17 quilômetros ao sul da capital e é protegida por milicianos do grupo xiita libanês Hezbollah.

G1 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...