2 de fevereiro de 2016

Bebê que usou 'máscara de pet' está internado em estado grave, diz Susam

Bebê teve alta neste domingo (31) (Foto: Arquivo Pessoal)
Gabriel chegou a ter alta no domingo (31)
(Foto: Arquivo Pessoal)

A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) informou na manhã desta terça-feira (2) que o menino Gabriel, um dos bebês que usou uma garrafa plástica improvisada de máscara de oxigênio no município de Jutaí apresenta infecção perinatal - transmitida de mãe para filho - e ainda tem quadro considerado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na maternidade Ana Braga, na Zona Leste de Manaus.

Gabriel é um dos gêmeos sobreviventes do caso que ocorreu em Jutaí, a 751 km da capital, onde um bebê morreu após garrafas pet serem utilizadas pela equipe médica na falta de máscaras venturi. Os gêmeos nasceram prematuros e com problemas respiratórios.
Segundo a nota da Susam, Gabriel faz uso de ventilação mecânica e antibióticos para quadro de infecção.

"O quadro é considerado grave, instável e inspira cuidados", diz a nota. Consta, também, no prontuário que em dezembro a mãe apresentou quadro de infecção urinária e tratou com cefalexinha por sete dias. "Sendo provável que o novo quado de infecção tenha provocado o trabalho de parto prematuro", ressatou a secretaria.
A mãe e a tia de Gabriel se encontram na maternidade Ana Braga para acompanhar o estado de saúde da criança. A Susam também informou que exames foram solicitados e os resultados anda estão sendo aguardados.

Sindicância
A  Susam informou na tarde de segunda-feira (1º) que uma sindicância foi aberta para apurar as circunstâncias do atendimento aos bebês gêmeos prematuros nascidos no Hospital de Jutaí. A direção da unidade afirmou que a falta da máscara de venturi não teria contribuído para o óbito do bebê.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...