29 de janeiro de 2016

Artesãos potiguares participam da 21ª edição da Fiart

A Feira Internacional do Artesanato teve início no dia 22 de janeiro e segue até o dia 31 de janeiro, no Centro de Convenções.

oqqiqxzu

“A cultura brincante, que diverte, gera renda e novos negócios” é o tema da 21ª edição da Feira Internacional do Artesanato do Rio Grande do Norte (Fiart), que teve início no dia 22 de janeiro e segue até o dia 31 de janeiro, no Pavilhão das Dunas do Centro de Convenções de Natal.

A Secretaria do Trabalho e Assistência Social de Natal (Semtas) participa da Fiart com 13 empreendimentos de Economia Solidária, selecionados por meio de chamada pública. 

Brinquedo, artesanato, bordado, pintura e reciclagem são alguns dos trabalhos expostos pela Semtas nesta edição da Feira Internacional. A representação estrangeira vem de países como Alemanha, Rússia, Equador, Quênia, Egito, Emirados Árabes Unidos, França, Índia, Portugal e República Tcheca.

Para a titular da Semtas, Ilzamar Pereira, a Fiart é um evento consolidado que contribui de forma positiva para o desenvolvimento cultural do Rio Grande do Norte. “A Prefeitura do Natal sempre apoiou os artesãos locais, com um departamento de empreendedorismo para que, em grupos, os participantes possam ter acesso à capacitação e assim, dar visibilidade e ampliar sua renda familiar. Um evento como este, destaca a importância do trabalho manual, artístico e cultural na medida em que fortalece o surgimento de novos talentos, novas oportunidades de negócio e geração de emprego e renda”, ressalta.

A artesã Zélia Souza, 76 anos, lida com o bordado desde criança, mas esta é a primeira vez que tem a oportunidade de exibir seu trabalho para um público de quase 60 mil pessoas. Emocionada, dona Zélia (como gosta de ser chamada) define este momento como “um renascimento”. 

“Estou viúva há 16 anos. Enfrentava uma forte depressão quando descobri a Associação Mãos que Criam, no Santa Catarina. Ali resgatei o meu amor pelo bordado e encontrei um novo motivo para voltar a sorrir. Hoje, aqui nesta feira grandiosa, vendo meus trabalhos sendo apreciados e vendidos no meio de tantas coisas lindas, sinto que renasci para a vida. Nem sei se mereço tanto”, revela. 

Uma história perfeitamente compreendida pela chefe do setor de Empreendedorismo da Semtas, Izabella Cabral, que acompanha de perto a trajetória dos Grupos e Associações ligadas ao setor de Economia Solidária. “Cada uma dessas pessoas têm uma história de vida muito forte. Comovente mesmo. Em muitos casos, a economia solidária transcende a política pública, é um estilo de vida. Quando você vê a forma como elas trabalham, como se preocupam umas com as outras, o individual não existe. Elas partilham tudo, emoções, conquistas. Trabalham o conceito de solidariedade em todos os sentidos, em todas as ações”, explica.

Associações
Confira os Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) da Semtas, que estão participando da 21ª edição da FIART.

Associação Comunitária das Artesãs do Planalto - ACAP 
Associação Comunitária do Bem Estar da Mulher - ASCOBEM 
Associação Mãos que Criam 
Associação Rede de Sonhos 
Associação das Mulheres do Santa Catarina 
Associação Solidária Maria Rita 
Associação de Mulheres do Bairro de Nazaré 
Grupo de Desenvolvimento e Assist. Comunitária - GRUDAC 
Clube de Mães Lourdes Guilherme
Clube de Mães Maria de Lurdes Ferreira 
Círculo de Trabalhadores Cristãos de Igapó 
Associação de Moradores e Amigos do Bom Pastor 
Melhores Amigos do Bairro de Nossa Senhora da Apresentação - ASMANS

A 21ª FIART conta com apoio e parceria da Prefeitura Municipal da Cidade do Natal, Governo do Estado do RN, SEBRAE e Programa do Artesanato Brasileiro do Governo Federal.

No minuto
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...