26 de dezembro de 2015

Após 5 dias à deriva, pescadores se emocionam ao reencontrar familiares

Luiz Brito se emociona ao reencontrar a esposa na rodoviária de Natal (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Luiz Brito se emociona ao reencontrar a esposa na rodoviária de Natal (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Isac Rodirgues disse que nunca perdeu as esperanças  (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Isac Rodirgues disse que nunca perdeu as esperanças (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Após uma longa espera, o reencontro. Seis dos oito náufragos potiguares resgatados no Ceará na noite da última quinta-feira (24) chegaram a Natal na madrugada deste sábado (26). Outros dois pescadores que também ficaram à deriva durante cinco dias permanecem internados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Praia do Futuro, em Fortaleza.

O ônibus com os seis pescadores chegou na rodoviária de Natal por volta das 3h15. Dona Zeneide Brito aguardava ansiosa a chegada do marido, o pescador Luiz Brito. “Eu ganhei um novo natal. Graças a Deus ele está de volta”, disse, após dar um abraço emocionado no marido.

Luiz também não conteve as lágrimas e agradeceu por estar de volta. "Foi muito difícil. Eu achei que nunca mais ia ver minha família. Um monte de navio passava pela gente e nenhum ajudava. Foi Jesus que mandou aquele anjo pra nos salvar", disse Seu Luiz se referindo ao pescador cearense José Nilton Pereira da Silva que resgatou os oito náufragos.

Isac Rodrigues também desembarcou na rodoviária de Natal na madrugada deste sábado (26). Ele estava ansioso para rever a esposa e as filhas que o aguardavam em casa. Isac contou que foram dias difíceis no mar, mas que manteve a esperança durante todo o tempo. "A gente comia um pedacinho de ração pra passar 24 horas. A água também era pouca. Foi muito difícil, mas eu acreditava que ia sobreviver", disse.

O naufrágio
Os oito pescadores saíram de Natal na embarcação Rei Artur para pescar e no sábado (19) a embarcação naufragou perto da ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco, por volta das 5 horas. Os náufragos foram encontrados a 15 km da Praia da Caponga, no litoral leste do Ceará, na quinta-feira (24), pelo pescador cearense José Nilton Pereira da Silva, de 52 anos, com a ajuda de três tripulantes da embarcação Rio Prata da qual é proprietário.

Nilton contou que estava em alto-mar pescando quando um tripulante do barco dele avistou um vulto. Eles se aproximaram e notaram que era uma balsa. "Eles vinham pedido socorro com as mãos. Todos estavam dentro d’água. A balsa é inflável, estava vazando, não suportava o peso deles. Estavam só segurando na boia e tentando nadar pra terra, mas não tinha terra”, lembra o cearense.
Segundo Nilton, os homens estavam muito debilitados. 

“Eles estavam muito nervosos, perdendo o sentido, falando coisa que não fazia sentido e vendo coisa que não era certo. Quatro não tinham nem condição de subir no nosso barco, dois estavam com hematomas no corpo, de tanto a pele roçar na boia”, diz. O resgate aconteceu por volta de 11h40, até que chegaram a Fortaleza, já na noite da véspera de Natal.

Os oito náufragos chegaram ao local conhecido como Porto dos Botes, na Praia do Mucuripe, na noite de quinta, pela embarcação de Nilton. Eles foram ajudados por pescadores e moradores durante o desembarque e receberam os primeiros socorros do Samu já na chegada. Os homens estavam bastante debilitados e alguns não conseguiam mais andar.

G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...