4 de setembro de 2015

Papa foi sozinho a ótica no centro de Roma para trocar lentes dos óculos


Francisco levou apenas o motorista, que o aguardou no carro. E disse ao proprietário da loja que não queria uma armação nova, só as lentes. "Não quero gastar dinheiro", sublinhou.

O Papa Francisco continua a surpreender os fiéis, não apenas pelas posições que tem adotado e defendido no seio da Igreja, mas pela simplicidade e espontaneidade das suas ações.

Desta vez, decidiu deslocar-se a uma ótica no centro de Roma, um estabelecimento conhecido e onde foi sozinho porque precisava de mudar as lentes dos óculos. "Não quero uma armação nova, preciso só das lentes. Não quero gastar dinheiro", disse ao proprietário da ótica, Alessandro Spiezia, que o contou depois à agência Ansa. "Faça-me pagar o que é devido", acrescentou. 

Tudo porque, segundo o jornal La Stampa, o dono da ótica já oferecera um par de óculos a Francisco, quando percebeu que os óculos que recebera do Vaticano há alguns meses, para reparação, eram os do próprio Papa. A reparação terá custado cinco euros e os óculos foram remetidos ao destinatário - a nota ficou guardada na loja e não voltou a circular -, mas o proprietário da loja decidiu, mesmo assim, enviar ao Sumo Pontífice um novo par.

Sozinho na loja, o Papa Francisco levou apenas um motorista, que o aguardou no carro. Sorridente e sem guarda-costas, foi imediatamente detetado pela multidão de romanos e turistas que passavam na rua movimentada. A multidão juntou-se de imediato à porta da ótica, tendo o Papa recebido aplausos e muitos elogios à saída.

Depois de ter sido atendido durante 40 minutos, ao longo dos quais chegou a experimentar várias armações, o Papa saiu, enfrentou o grupo que esperava com um sorriso e entrou no carro, tendo regressado ao Vaticano.

Diário de Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...