26 de agosto de 2015

Emissora recebeu carta que pode ser de suspeito de matar jornalistas

Emissora ABC News afirma ter recebido fax 2 horas depois de ataque. Em texto, autor diz que ataque em igreja de Charleston motivou ação.

Imagens postadas em redes sociais mostram momento em que o atirador aparece no vídeo durante a entrada ao vivo (Foto: Reprodução)
Imagens postadas em redes sociais mostram momento em que o atirador aparece no vídeo durante a entrada ao vivo (Foto: Reprodução)

A emissora ABC News afirma que recebeu um fax na manhã desta quarta-feira (26) cujo autor afirmava ser Bryce Williams, nome usado pelo suspeito de matar os jornalistas Alison Parker e Adam Ward durante uma transmissão ao vivo em Virginia, nos Estados Unidos.

De acordo com a ABC News, um homem que se identificava como Bryce Williams ligou algumas vezes para a emissora nas últimas semanas dizendo que queria sugerir uma pauta e que enviaria um fax, porém nunca disse do que se tratava.

Na manhã desta quarta-feira, a emissora recebeu um fax com um documento de 23 páginas cujo autor se identifica como Bryce Williams, especificando que seu nome legal é Vester Lee Flanagan II. Mais de uma hora depois de receber o documento por fax, a emissora afirma ter recebido uma ligação de alguém que se identificava como Bryce, que disse que as autoridades estavam "atrás dele" e desligou logo em seguida.

Na carta, o autor declara que o que motivou sua ação foi o ataque de junho em uma igreja da comunidade negra em Charleston, na Carolina do Sul, que matou 9 pessoas. O crime foi aparentemente motivado por racismo.

"Por que eu fiz isso? Eu fiz um depósito para pagar uma arma no dia 19/6/2015. O tiroteio na igreja de Charleston aconteceu em 17/6/2015", diz o texto enviado à emissora.

Segundo a emissora, o texto expressa admiração pelos autores do massacre de Virginia Tech, que deixou 33 mortos em 2007, e massacre de Columbine, que deixou 15 mortos em 1999.

O autor do texto - que se refere ao documento como uma "carta de suicídio para amigos e família", segundo a ABC News - afirma que sofreu disciminação racial, assédio sexual e bullying no trabalho.


Do G1, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...