4 de junho de 2015

JOÃO PESSOA/PB: Travesti morre após aplicar silicone industrial no bumbum; vítima comprou 6 litros pela internet


O técnico de enfermagem Josivando dos Santos Silva, 28 anos, conhecido como ‘Scheylla Mychelly’, morreu em João Pessoa nessa terça-feira (3), depois de aplicar silicone industrial no bumbum. A vítima passou mal depois da aplicação de 1,5 litro do produto.

A agente de saúde, Alzira Andrade, que prestou socorro a vítima, Scheylla comprou 6 litros de silicone de esteira elétrica na internet e o procedimento foi realizado por uma amiga.

“Não sabemos quem foi a pessoa que aplicou o produto. Scheylla começou a passar mal logo após receber a primeira aplicação no bumbum. O caso ocorreu no dia 25 de maio. Por cada aplicação, a vítima pagaria R$ 200. Assim que o lubrificante foi injetado, Scheylla teve reação e foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Oceania, no bairro de Manaíra”, disse agente.

Sentido fortes dores no corpo, a travesti foi levada para o Complexo Hospitalar Ortorauma, em Mangabeira, de onde foi transferida para o Hospital Universitário (HU), da Capital. “Scheylla estava muito debilitada. Quando chegou no HU, na segunda-feira (1), ela foi direto para a UTI onde veio a falecer 24 horas depois, em decorrência de infecção generalizada”, disse.

O velório acontece na Morada da Paz, em Jaguaribe. O sepultamento está marcado para ocorrer às 16h desta quarta-feira (3) no Cemitério São José, no bairro de Cruz da Armas, em João Pessoa.

A aplicação do silicone industrial é crime que está previsto em três artigos do Código Penal – exercício ilegal da medicina, curandeirismo e lesão corporal. As penas variam de 2 a 8 anos de prisão.

paraiba.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...