20 de junho de 2015

Conheça mitos e verdades sobre viciar ou estragar a bateria do celular


Antigamente, quando os smartphones ainda não eram tão utilizados, a bateria dos celulares durava dias. Hoje, quando a bateria dura o dia inteiro a felicidade é grande.
As causas do baixo desempenho da bateria do celular são inúmeras, mas há sim formas de melhorá-la.

Algumas técnicas não passam de boatos, outras realmente funcionam.

1. A bateria só deve ser recarregada quando for usada até o final
Antigamente, as baterias corriam o risco de ficarem “viciadas”, caso o usuário recarregasse o celular antes de a carga acabar. Porém, com o avanço das tecnologias, esta ação não é mais necessária.

Atualmente, as baterias são de polímero de íon de lítio, ou seja, dispensam o cumprimento de ciclos completos de carga e descarga. Sendo assim, o usuário pode ligar o equipamento na tomada quando quiser, sem precisar usar a energia do aparelho móvel até o final.

2. Só se deve tirar o celular do carregador depois que a bateria estiver 100% cheia.

A mesma explicação acima é válida. As atuais baterias de íon de lítio permitem que não haja “vícios”.

3. Colocar a bateria na geladeira ajuda a recuperar sua potência
Esse boato surgiu do fato de que o calor está relacionado ao funcionamento da carga, uma vez que, quanto mais quente, maior é o consumo de bateria. Porém, não é por isso que colocar a bateria na geladeira vai trazer algum benefício. Pelo contrário, especialistas alertam que essa ação pode até estragar o aparelho.

4. Baterias antigas duravam mais do que as novas
Os celulares antigos tinham inúmeras funções a menos que os atuais, e por isso eram menos utilizados, o que fazia com que a bateria durasse por mais tempo. Além disso, os aparelhos antigos consumiam carga continuamente, sem interrupção, já os atuais gastam energia conforme os recursos são utilizados, permanecendo em stand by nas outras horas.

5. Deixar o celular carregando a noite toda prejudica a bateria
A partir do momento que a bateria do dispositivo estiver completamente cheia, o aparelho vai parar de “puxar” energia, por isso não prejudicará a bateria do celular. Isso vale também para laptops.

6. O ideal é que o dispositivo seja carregado desligado
Carregar o celular e usar ao mesmo tempo não compromete a eficiência da bateria. Você pode usar o aparelho a vontade. O único problema é que isto fará com que a bateria demore um pouco mais para carregar completamente.

7. A primeira carga do celular deve sempre durar mais
Já foi comprovado que isto não é verdade, sendo assim, não é necessário deixar seu celular durante horas na tomada. Porém, vale dizer que esta regra pode não valer para notebooks. Nesses casos, depende o que diz o manual de instruções.

8. O smartphone não deve ser desligado
O ideal é que, de tempos em tempos, você desligue o aparelho. Isso porque, apesar de ser uma máquina, seu smartphone também precisa de descanso.

Especialistas dizem que é interessante deixar o celular um tempo desligado ao menos uma vez por semana. A dica é fazer isto enquanto dorme ou durante algum momento do dia em que você vai estar ocupado.

9. Usar carregadores “genéricos” compromete a bateria
Ainda há controvérsias sobre o assunto. Enquanto alguns julgam que a prática de usar carregadores de marcas desconhecidas pode prejudicar a bateria do celular, outros garantem que tudo não passa de um boato.

Apesar da eficiência dos carregadores “genéricos” não ser tão boa, alguns especialistas dizem que eles não necessariamente prejudicam a vida útil da bateria.

10. Vibracall, Wi-Fi com sinal ruim e Roaming comprometem a performance da bateria.

Não é verdade que usar o celular no vibra ou deixar o telefone no modo Wi-Fi, por exemplo, vai prejudicar sua bateria ao longo do tempo. Porém, de fato, usar estes recursos consumirá uma boa parcela de energia do seu smartphone, já que eles exigem mais desempenho do aparelho.

Fonte: iBahia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...