6 de maio de 2015

Co-piloto da Germanwings ensaiou queda do avião no voo de ida


O co-piloto do Airbus A320 da companhia aérea Germanwings que se despenhou em França em Março, provocando a morte de 150 pessoas, tinha já feito descer o avião no mesmo dia, no voo de ida entre Düsseldorf e Barcelona, que antecedeu a viagem fatal de regresso – informou o BEA, departamento francês que investiga o caso.

Essa primeira manobra não teve “efeito sensível”. Mas no voo de regresso Andreas Lubitz programou “intencionalmente” o avião para entrar em rota de descida “até à colisão”, nos Alpes franceses, indica o relatório preliminar do BEA, que confirma o cenário já conhecido.

Nos momentos que antecederam a colisão, Lubitz estava sozinho na cabina de pilotagem e não abriu a porta, apesar de repetidos apelos do piloto e das “pancadas"  que este deu na porta de acesso.
“Não posso especular sobre o que se passou na sua cabeça; tudo o que posso dizer é que activou o botão para a configuração mínima de 100 pés [30 metros], e que o fez várias vezes”, disse Remi Jouty, director da BEA.

Público.PT 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...