13 de abril de 2015

Flamengo e Vasco ficam no empate no primeiro 'round' da Semifinal


Jogadas duras, emoção e muita, mas muita polêmica. Vasco e Flamengo fizeram neste domingo, no Maracanã, um jogo com quase todos os quesitos de um grande clássico. Quase todos. Faltou "apenas" o gol no primeiro duelo de semifinal do Campeonato Carioca. 

Movimentada, a partida acabou não saindo de um insistente 0 a 0, que talvez não tenha feito justiça com o bom volume apresentado pelas duas equipes. As polêmicas ficaram por conta da arbitragem, que acabou economizando na hora de punir lances duros, dos dois lados. Dentro de campo, Paulo Victor acabou sendo o grande protagonista - foram pelo menos três grandes defesas decisivas.

Os dois times voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 16h, de novo no Maracanã. O empate deste domingo deixa o Flamengo com a vantagem no segundo confronto. Isso acontece porque o Rubro-Negro terminou a fase classificatória com melhor campanha e, portanto, tem o benefício de dois empates.

O primeiro tempo do clássico foi de muitas nuances. Com um início tenso, com muitas faltas, os dois times não fizeram lá uma grande etapa inicial. O Vasco teve o maior volume de jogo, mas enfrentou muitas dificuldades na criação.

Prova disso é que a grande chance do Gigante da Colina saiu em uma bola parada. Julio dos Santos aproveitou escanteio na primeira trave e cabeceou para Paulo Vitor fazer grande defesa e salvar o Fla. Do outro lado, o Rubro-Negro apostou nos contragolpes e, mesmo não tendo maior posse de bola, teve as duas melhores chances, ambas nos pés de Marcelo Cirino, que acabou desperdiçando.

A etapa final mostrou um jogo mais equilibrado. O Fla igualou e até teve uma leve superioridade no volume de jogo. Entretanto, foi o goleiro Rubro-Negro que teve o maior trabalho. Rafael Silva aproveitou a sobra na frente e fuzilou. Paulo Victor, heroi da tarde, salvou de novo. 

Enquanto o Vasco diminuía o ímpeto, o Fla também teve a mesma dificuldade do adversário na primeira etapa: a falta de criatividade no meio. Dificuldades cerebrais que acabaram decretando o empate sem gols no Maracanã.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...