4 de março de 2015

Sobe para 7.000 o nº de desabrigados por cheia histórica na capital do Acre

Cheia no Rio Acre
Devido à cheia, as repartições públicas ficarão sem expediente até a próxima sexta-feira (6) e as aulas foram suspensas nas escolas.

O centro de Rio Branco está interditado para a passagem de veículos por causa da cheia histórica que atinge a capital do Acre.
Nesta terça-feira (3), o rio Acre chegou aos 18,12 metros, deixando mais de 7.000 pessoas desabrigadas. Quase 20 mil residências e mais de 70 mil pessoas foram atingidas pela enxurrada.

Apenas ambulâncias e ônibus estão autorizados a circular pelas vias centrais. As três pontes que servem de acesso aos dois principais distritos da cidade foram fechadas por medida de segurança.

O governador do Acre, Tião Viana (PT), informou na manhã desta terça, em entrevista à imprensa, que Rio Branco corre risco de ficar sem água caso o rio alcance 18,31 metros. Isso porque o rio Acre começa a atingir o sistema de captação da principal estação de tratamento de água, responsável por abastecer 65% da capital.

"Se chover o que está previsto hoje, Rio Branco corre o risco de ficar sem captação. Há uma previsão de que possa chegar aos 18,30 metros, e se isso acontecer pode haver essa interrupção de água", informou o governador.

Folha de São Paulo 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...