25 de março de 2015

Presidiário grava vídeo com ameaças a juiz e diretora de Alcaçuz



Um presidiário gravou um vídeo com ameaças ao juiz Henrique Baltazar, da Vara de Execuções Penais, e à diretora da Penitenciária de Alcaçuz, Dinorá Simas. 

Na gravação, o detento canta um rap que expressa a revolta dos apenados com o "sistema", e culpa Dinorá.

A música diz que “quando pegar, Dinorá será torturada e queimada”.  

A agente penitenciária não é o único alvo de ameaças do vídeo. 

O juiz Henrique Baltazar também é ameaçado de morte. O preso canta que vai "matá-lo com um tiro de fuzil".

Na música, o preso afirma que vai explodir os postos de polícia de Natal e que tudo será organizado “estilo terrorismo, talibã”.

Dinorá disse que receber esse tipo de ameaça faz parte da profissão e que todas as unidades prisionais serão investigadas para identificar quem canta o rap e quem gravou. 

“Pelo que diz a música, tudo leva a crer que o detento é de Alcaçuz, mas ainda não foi confirmado”.

A diretora da penitenciária de Alcaçuz disse ainda que essa é uma ameaça grave e que depois de identificado os responsáveis vão responder a um processo por ameaça.

No minuto
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...