26 de março de 2015

Muricy coloca cargo à disposição, São Paulo não aceita, e técnico continua


Muricy Ramalho será mantido no comando do São Paulo. No início da tarde desta quinta-feira, houve uma reunião no CT da Barra Funda entre o treinador, o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, o gerente de futebol, Gustavo Vieira de Oliveira, e o auxiliar técnico Milton Cruz. O treinador colocou o cargo à disposição, mas Ataíde não aceitou a saída do comandante.

Na conversa que durou aproximadamente uma hora, todos debaterem o momento ruim do time, que perdeu mais um clássico na temporada, desta vez para o Palmeiras por 3 a 0. Mais do que o resultado, o que impressionou foi a postura passiva do time, que viu o rival passear em campo. Tanto que a impressão que os próprios dirigentes tricolores ficaram é que, se o adversário tivesse forçado, teria vencido por um placar ainda maior.

– Ele disse "se você achar que é melhor a minha saída para melhorar o São Paulo, eu saio". Disse a ele que não podia prescindir do trabalho. O problema não é o Muricy. Falei para ele não tocar nesse assunto mais comigo – explicou Ataíde Gil Guerreiro.

O treino estava marcado para 15h30, mas os jornalistas só tiveram acesso ao CT da Barra Funda quase uma hora depois. Lá dentro, era como se fosse um dia normal de treino. Os titulares na piscina fazendo hidroginástica, enquanto os reservas disputavam um jogo-treino contra o time sub-20 em um dos campos.

A diretoria quer mudanças no Tricolor. Muito irritado após a derrota para o Palmeiras por 3 a 0, Ataíde Gil Guerreiro falou que iria cobrar fortemente os jogadores e a comissão técnica por mais um desempenho muito ruim. E que iria descobrir o que estava errado. 

Uma medida é certa: Rafael Toloi e Michel Bastos, que foram expulsos na última partida, serão multados em 30% dos respectivos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...